CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Governo Bolsonaro desrespeita a universidade brasileira, afirma Roberto Freire

Helene Santos

No Ceará, presidente do Cidadania criticou decisão de corte de recursos da Educação

‘Desrespeito do governo Bolsonaro com a universidade brasileira’, diz Roberto Freire no Ceará

Márcio Dornelles – Diário do Nordeste

Presidente nacional do Cidadania esteve no estado [do Ceará] nesta quarta-feira (15) e criticou a decisão do Ministério da Educação de cortar recursos. O dirigente também fez projeções sobre as eleições de 2020

O presidente nacional do partido Cidadania, ex-PPS, Roberto Freire, em visita ao Ceará nesta quarta-feira (15), criticou o anúncio do Governo Federal de cortar recursos da Educação. [Ex]Deputado federal por São Paulo, Freire disse que o Planalto não respeita a universidade.

“O mais significativo de tudo isso não é o contingenciamento ou o corte de verba, é o desrespeito que esse governo Bolsonaro tem com a universidade brasileira, com a inteligência desse país. O país está reagindo, a manifestação de hoje (15) é um exemplo, contra o ataque à universidade brasileira”, disse.

Desafios

Ao lado do presidente estadual do Cidadania, Alexandre Pereira, o dirigente esteve em Cascavel, na Região Metropolitana de Fortaleza, para a posse do novo prefeito, Tiago Ribeiro, após eleições suplementares. Para Freire, os partidos terão dificuldades em 2020.

“Será um grande desafio, porque nós vamos ter a primeira eleição sem coligação na proporcional. O partido precisa se preparar para isso, até mesmo porque em 2022 vamos ter que superar a cláusula de barreira”, justificou.

Eleições no Ceará

Alexandre Pereira, que atualmente é secretário de Turismo de Fortaleza, na gestão do prefeito Roberto Cláudio (PDT), afirma que a intenção da Executiva Nacional é ter candidato para disputar todas as capitais. “Vamos discutir com calma. Agora estou com muita satisfação trabalhando com o prefeito Roberto Cláudio, mas no próximo ano é o momento certo de discutir essas possibilidades”, disse.

Pereira acredita que o partido pode lançar candidatura em, pelo menos, 20 municípios importantes do Ceará, quando citou Maracanaú, Maranguape e Cascavel na Grande Fortaleza, além de outras disputas no Cariri e Sertão Central.

Deixe uma resposta