CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Mulheres do Cidadania 23 repudiam declarações de Jair Bolsonaro sobre turismo sexual

A Secretaria Nacional de Mulheres Cidadania 23 manifestou, em nota pública (veja abaixo), repúdio às declarações do presidente da República, Jair Bolsonaro, sobre o fato de que turistas estariam livres para visitarem o País em busca de sexo. O órgão de cooperação do partido criticou o estímulo ao turismo sexual e o classificou como repugnante.

No documento, as Mulheres do Cidadania lembram ainda que Bolsonaro deveria estar preocupado em mostrar o potencial turístico do País, como a diversidade cultural e as paisagens naturais. O texto destaca ainda que a declaração do presidente não seria a primeira com tom ofensivo às mulheres e cobrou respeito pela história de luta, liberdade e dignidade feminina.

A declaração do presidente sobre assunto ocorreu na última quinta-feira (25) em café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto. No encontro, o presidente teria dito que o Brasil “não pode ser o País do turismo gay” e emendou com a declaração que causou o repúdio de toda a sociedade brasileira.

NOTA PÚBLICA

A Secretaria Nacional de Mulheres Cidadania 23, vem a público manifestar repúdio às declarações misóginas, sexistas e homofóbicas proferidas pelo Presidente da República Jair Bolsonaro.

O presidente ao dizer que “quem quiser vir aqui fazer sexo com uma mulher, fique à vontade”, distorce de maneira repugnante as boas iniciativas do turismo deste país ao falar de turismo sexual, que tem mulheres e meninas como meros objetos de entretenimento masculino.

Bolsonaro ignora que nosso país tem uma imensa diversidade cultural, belas paisagens naturais e um grande potencial turístico e que tudo isso está ameaçado pela guerra ideológica e ma gestão de seu governo.

Não se esta sua primeira manifestação ofensiva a nós cidadãs brasileiras ou não, avisamos, em alto e bom tom, que merecemos respeito SEMPRE, por nossa história de luta por liberdade e dignidade”

Secretaria Executiva Nacional M23

Brasília, 26 de abril de 2019.”

Deixe uma resposta