CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Daniel Coelho: Prisão de Temer demonstra que instituições continuam em pleno funcionamento no combate à corrupção

Robson Gonçalves

O parlamentar do PPS diz que a Lava Jato não se pauta por viés político-ideológico

O líder do PPS na Câmara dos Deputados, Daniel Coelho (PE),  se manifestou sobre mais um desdobramento da Operação Lava Jato que resultou, na manhã desta quinta-feira (21), na prisão do ex-presidente da República, Michel Temer (PMDB).

O ex-ministro Moreira Franco (Minas e Energia) tem mandado de prisão expedido contra ele. O ex-ministro Eliseu Padilha também é alvo da operação.

O parlamentar do PPS diz que a Lava Jato não se pauta por viés político-ideológico.

“Os resultados desta nova etapa da Lava Jato demonstram, mais uma vez, que ninguém, absolutamente, ninguém, está acima da Lei vigente deste País. A Justiça mostra que não tem partido, nem viés ideológico. Na nossa avaliação, a Força-tarefa continua se pautando pela materialidade das provas colhidas, sem agir pela seletividade dos seus alvos”, diz o líder do PPS.

Para Daniel Coelho, não há felicidade quando se observa que dois ex-mandatários do País estejam atrás das grades. Lula cumpre pena em Curitiba, após condenação no caso do Triplex do Guarujá.

“Não há sentimento de celebração. Lamenta-se que dois ex-presidentes da República estejam presos. Por outro lado, há que se respeitar as instituições constituídas que, no estrito cumprimento da Lei, demonstram que elas estão em pleno funcionamento”, disse o parlamentar do PPS.

Deixe uma resposta