CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Rubens Bueno pede a ministro Paulo Guedes melhoria no atendimento da Receita Federal

Robson Gonçalves

Deputado sugeriu a criação de um plano para aperfeiçoar o atendimento ao contribuinte

O deputado federal Rubens Bueno (PPS-PR) enviou requerimento de indicação ao ministro da Economia, Paulo Guedes, sugerindo a ele a criação de um plano de melhoria para o atendimento a contribuintes por parte da Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB). De acordo com o parlamentar, a falta de funcionários na ponta para atender ao contribuinte vem provocando maior tempo de espera, menos pessoas atendidas e diminuição na qualidade do serviço prestado. Ele alerta ainda que a situação gera repercussões para a arrecadação fiscal.

“A defasagem no quadro de pessoal da Receita, muito provavelmente, figura como o principal fator responsável pela ineficiência no atendimento ao contribuinte, ao lado de ajustes na política de alocação de servidores e maior eficiência na gestão administrativa. Esse problema vem gerando um tempo de espera absurdo, como o relatado a nós por cidadãos de São Paulo, de Brasília e do Paraná. A situação, por certo, se repete por todo o Brasil”, afirmou Rubens Bueno no documento enviado ao ministro.

O problema, relata o deputado, atinge não apenas os contribuintes que não agendaram previamente um horário para o atendimento nas unidades da Receita por seu site, como também aqueles que fizeram o agendamento e os que teriam direito ao atendimento preferencial.

“O nosso país vem passando por uma crise fiscal que atinge diretamente a qualidade da prestação dos serviços públicos aos cidadãos, nos hospitais, nas escolas e em todos os demais setores. Ao mesmo tempo, o Estado brasileiro gasta mal seus recursos. Precisamos investir mais no que realmente as pessoas têm carência, cortando supersalários, gastos excessivos com propaganda governamental e reforçando o combate à corrupção”, defendeu Rubens Bueno.

O deputado ressaltou também que conhece as limitações orçamentárias por que o Brasil passa e sabe que isso não será resolvido apenas com boa vontade do Ministério.

“Por essa razão, sugerimos neste momento uma ação mais realista e concreta, para que a nova gestão coloque em suas prioridades uma atenção especial para a qualidade no atendimento ao contribuinte pela Receita Federal, estabelecendo metas claras de melhoria, ano a ano, até 2022, ao menos”, sugeriu o parlamentar do PPS-PR.

Deixe uma resposta