CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Novo nome: Executiva Nacional define realização de Congresso Extraordinário no dia 23 de março

Tuca Pinheiro

A Executiva Nacional do PPS decidiu, nesta quarta-feira (6), realizar a reunião do Congresso Extraordinário do partido no dia 23 de março, em Brasília, para definir o novo nome da sigla e a aprovação de resolução política. No encontro também será definido a realização de um novo Congresso para debater o novo estatuto partidário e demais assuntos relacionados à mudança.

Ao falar sobre o encontro, o secretário-geral do partido, Davi Zaia (SP), afirmou que o Congresso Extraordinário abrirá o processo de mudanças que ocorrerão no PPS alinhadas às posições politicas defendidas pela legenda.

“Nesse dia [23 de março] vamos realizar o Congresso [Extraordinário] que abre um processo de mudanças no PPS. Mudanças que foram discutidas desde o Congresso Nacional realizado em março do ano passado em relação a mudança de nome do partido que reflete os posicionamentos que o PPS tem feito na política”, destacou.

Novo Congresso

Davi Zaia afirmou que no Congresso também será definido a realização de um novo Congresso no qual será analisado e aprovado o novo estatuto e programa partidário.

“Com a alteração do nome, inicia-se um processo mais aprofundado de discussão do novo estatuto e programa partidário. Devido a isso, o Congresso do dia 23 de março definirá um prazo para que essa discussão seja feita, com ampla participação dos atuais filiados e daqueles que se integrarem ao processo. Sejam pessoas sem filiação, ou com outras filiações, que resolvam vir e concluir o processo em um novo Congresso”, disse.

Comissão

A Executiva aprovou também a formação de um Comissão formada pelo diretor-geral da FAP (Fundação Astrojildo Pereira), Luiz Carlos Azedo (DF); pelos deputados federais Marcelo Calero (RJ) e Paula Belmonte (DF); pelo senador Alessandro Vieira (SE); e pela ex-deputada ítalo-brasileira Renata Bueno. O grupo ficará responsável em elaborar uma proposta dos nomes que serão debatidos no Congresso Extraordinário e o manifesto político.

Davi Zaia adiantou que o trabalho realizado pela Comissão não afetará sugestões que possam surgir durante o Congresso.

“Montamos uma comissão para trabalhar a proposta do nome e o manifesto político para orientar o debate com os delegados sem prejuízo de sugestões que os mesmo possam vir a trazer”, afirmou.

Projeto anticrime

A Executiva Nacional do PPS também aprovou a realização de encontro, que ocorrerá no próximo dia 14, com as bancadas do PPS na Câmara e Senado, assim como demais dirigentes do partido, para debater em profundidade a proposta apresentada pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro, para combater a violência e a corrupção no País.

Deixe uma resposta