PARTIDO POPULAR SOCIALISTA

PORTAL NACIONAL

Câmara aprova projeto de Carmen Zanotto que dá prazo para SUS diagnosticar câncer

Robson Gonçalves

Parlamentar do PPS quer que o projeto seja aprovado rapidamente no Senado

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (12) o projeto (PL 275/2015), de autoria da deputada federal Carmen Zanotto (PPS-SC), que garante aos pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde) com suspeita de câncer os exames necessários para o diagnóstico da doença no prazo de até 30 dias. A matéria segue para a apreciação do Senado Federal.

A proposta é uma complementação da chamada Lei dos 60 Dias, também de autoria da deputado do PPS de Santa Catarina, que determina que o SUS deve oferecer tratamento aos pacientes diagnosticados com câncer em um prazo máximo de 60 dias.

“A aprovação desse projeto é importante para que os pacientes tenham acesso aos exames em menor tempo possível para se fechar o diagnóstico da doença. O tempo de vida da pessoa está relacionado à identificação precoce para que seja iniciado rapidamente o tratamento. Agora, vamos buscar o apoio do Senado para que a aprovação da proposta seja logo concluída pelo Congresso Nacional”, afirmou Carmen.

Durante a discussão do projeto, a relatora de plenário, deputada federal Jô Moraes (PCdoB-MG), defendeu a aprovação do texto original. A medida está incluída na pauta de reivindicação da bancada feminina.

“É uma conquista para as mulheres garantir que se façam exames para diagnóstico no caso de suspeita de câncer em 30 dias. É uma garantia de sobrevivência”, disse.

Alto Custo

De acordo com o Observatório de Oncologia, grande parte dos custos com câncer é decorrente de tratamento de estados mais avançados, que demandam maior quantidade de procedimentos, medicamentos e permanência nas unidades de saúde. Ainda segundo o estudo, as despesas com o tratamento são sete vezes maiores do que as aplicadas em ações de prevenção.

Para Joana Jeker, coordenadora da Recomeçar- Associação de Mulheres Mastectomizadas de Brasília, o diagnóstico precoce é fundamental para a cura da doença. Ela cita como exemplo o seu próprio caso.

“A suspeita [da doença] foi em um exame de rotina. Na semana seguinte o câncer de mama foi confirmado pela biópsia. Tive sorte de começar logo o tratamento na rede pública de saúde. Graças a Deus, hoje estou curada, viva. Eu e todos os pacientes agradecemos imensamente a aprovação deste projeto”, disse emocionada.

Deixe uma resposta