PARTIDO POPULAR SOCIALISTA

PORTAL NACIONAL

Em sessão solene da Câmara, Rubens Bueno homenageia os 50 anos da Tribuna do Interior

Robson Gonçalves

Sessão solene relembrou história e importância do jornal para Campo Mourão e o Paraná

Os 50 anos da Tribuna do Interior foram lembrados nesta terça-feira (27) em sessão solene da Câmara dos Deputados que ressaltou a importância da imprensa regional e do jornalismo comprometido com a comunidade local. A homenagem, que partiu de uma iniciativa do deputado federal Rubens Bueno (PPS-PR), reuniu parlamentares, diretores do jornal, representantes de associações de jornais, o prefeito de Campo Mourão, Taillo Tezelli (PPS) e convidados.

Ao abrir o seu discurso, Rubens Bueno citou frase do empresário da comunicação William Randolph Hearst, que foi dono do The San Francisco Examiner e do The New York Journal. Para ele, “jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Todo o resto é publicidade”.

O deputado também fez um paralelo sobre o ano de 1968, quando a Tribuna do Interior foi fundada no dia 10 de outubro, mesma data do aniversário de Campo Mourão.

“Era 1968, fatos como o Movimento de Maio de 1968 na França, a Primavera de Praga, o Golpe Militar no Peru, entre outros acontecimentos marcavam o mundo para sempre. Enquanto isso, o Brasil estava mergulhado na ditadura e vivendo um dos mais difíceis anos da sua história. Já no Paraná, uma cidade comemorava 21 anos de emancipação política. Era Campo Mourão, no noroeste do Estado. Mas o que poucos imaginavam é que esta data ficaria marcada para sempre na história da imprensa mourãoense e paranaense. Nascia naquele dia a Tribuna do Interior, tendo como primeiro diretor Edilberto Parigot de Souza e Dickson Fragoso Veras como redator-chefe”, relembrou.

Rubens Bueno ressaltou que em dezembro de 1968, dois meses depois da fundação da Tribuna, um fato colocava em xeque o jovem jornal. Era decretado o Ato Institucional nº 5, de onde resultou a perda de mandatos de parlamentares, intervenções ordenadas pelo presidente Costa e Silva nos municípios e estados e também na suspensão de quaisquer garantias constitucionais. Além, como em toda a ditadura, a instalação da censura.

“Porém, nada disso foi capaz de parar aquele que hoje é um dos mais importantes jornais do Paraná. Evoluindo e modernizando com o passar do tempo, a história da Tribuna do Interior continuou sendo construída, e contada, junto com a da cidade a qual escolheu para ser sua casa”, ressaltou o deputado.

Ao falar de sua relação com o jornal, Rubens Bueno disse ainda que desde a sua primeira eleição, em 1976, para prefeito de Peabiru, até hoje, como deputado federal, tem sua história política contada pelo importante jornal.

“Lembro quando prefeito de Campo Mourão, de 1993 a 1996, o jornal esteve presente noticiando ações importantes da nossa gestão. Por exemplo: Em 1995, a instalação do CEFET (hoje UTFPR) e a presença do então Presidente da República Fernando Henrique Cardoso na inauguração do Teatro Municipal e no lançamento do projeto nacional Toda Criança na Escola, este feito no Colégio Estadual Dom Bosco. Já em 1996, o jornal difundiu ainda mais o projeto Cegonha Feliz, que foi precursor de diversos outros projetos tais como Mãe Curitibana, Mãe Paranaense e o programa Federal, Rede Cegonha, 20 anos depois”.

Também ressaltou o trabalho do jornal de noticiar e fiscalizar as ações da prefeitura e disse que essa postura vem desde o prefeito Horácio Amaral, em 1969, até o prefeito atual, Tauillo Tezelli.

Rubens Bueno afirmou ainda ter certeza que os atuais proprietários do jornal Tribuna do Interior, Nery e Dorlly, que em 1991 assumiram esta peça importante da história de Campo Mourão e da comunicação paranaense, estão orgulhosos dos 50 anos completados por este sólido jornal. Que além de grande jornal impresso, possui um moderno site, sendo o maior portal de notícias da região.

“Em nome do jornalista Walter Pereira, cumprimento a todos os funcionários deste importante jornal, que se tornou sinônimo de credibilidade e qualidade na comunicação do Paraná. Receba, pois, a Tribuna do Interior, os cumprimentos da Câmara dos Deputados pelo transcurso do seu primeiro cinquentenário, com os votos de que siga como baluarte da liberdade de imprensa e, em especial, da democracia”, disse o deputado, que também lembrou dos fundadores da Tribuna, Joel D’Aparecido Albuquerque, Edilberto Parigot de Souza e o jornalista Dickson Fragoso Veras, além dos jornalistas e colunistas Pedro da Veiga, Aroldo Tissot, Wille Bathke Júnir, Edir Casteli, Adinor Cordeiro de Souza, José Eugênio Maciel, Sibelle Menin e Joani Texeira.

Presidente da Câmara

Em reconhecimento ao trabalho da Tribuna do Interior, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), enviou mensagem em que ressaltou que o periódico sempre teve como principal objetivo registrar em suas páginas a verdadeira expressão da opinião pública e traduzir em casa notícia os anseios e as necessidades da região.

“É papel institucional da Câmara dos Deputados defender, fomentar e dar destaque a atividades realizadas à luz de princípios caros à democracia, como o direito à informação e à cidadania. Em tempos de fake news, pós-verdades e desinformação, é dever desta Casa do Povo reconhecer e aplaudir o trabalho de profissionais preocupados com a imparcialidade, com a liberdade de expressão e, acima de tudo, com a verdade. Parabenizo cada um dos profissionais que se esforçam diariamente para fazer do jornal Tribuna do Interior uma referência para a população de Campo Mourão e do Paraná”, disse Rodrigo Maia, em discurso lido pelo deputado Rubens Bueno.

Já o prefeito de Campo Mourão, Tauillo Tezelli, destacou a importância que a Tribuna do Interior tem para a cidade e lembrou que foi o primeiro jornal que passou a circular por toda a região Noroeste do Paraná.

“Lembro como é importante um jornal para a cidade. Quando se fala em 50 anos, são quase 20 mil dias que as pessoas recebem em casa informações da região. Hoje temos internet, mas antes não tínhamos e a Tribuna era o único veículo que circulava por todos os municípios. Vocês imaginam as lutas regionais que o jornal encampou para melhorar a nossa a cidade e a nossa região. É uma equipe que trabalha incansavelmente para levar informação para todos. Nossos cumprimentos, em nome do município, a toda a direção do jornal e a toda a sua equipe. Tenho certeza da importante contribuição que a Tribuna deu e continua dando para toda a nossa região”, disse o prefeito.

Homenagem

Em seu discurso, o diretor da Tribuna do Interior e presidente da Associação dos Jornais Diários do Interior do Paraná, Nery José Thomé, agradeceu a realização da sessão solene e disse que era a maior homenagem que o jornal já recebeu em todos os seus 50 anos.

“Meio século de existência e circulação ininterrupta realmente é um feito a ser comemorado e registrado. Eu considero essa tão distinta homenagem um reconhecimento a todos aqueles que desde a sua fundação dedicaram parte de sua vida, quer como empreendedores, quer como colaboradores, desde o mais distante entregador de jornal até o mais conceituado jornalista que por lá passou. Diversos jovens que começaram lá como entregadores de jornais hoje são jornalistas na ativa, motivados por esse “vírus” que circula em todos os jornais do país”, disse, agradecendo também a equipe da redação, do comercial, da administração, do parque gráfico e demais funcionários do veículo.

Sessão solene aconteceu nesta terça-feira na Câmara

Lembrou também do conselho que recebeu do deputado Rubens Bueno em 1991, antes de adquirir o jornal. “Foi Rubens um dos incentivadores para que assumíssemos o controle da empresa. Ele me disse: Comprem a empresa, vai dar certo. Campo Mourão não pode perder a Tribuna do Interior”, relatou o diretor do jornal.

Nery destacou ainda que o jornalismo é um sacerdócio e ao mesmo tempo um vício. Disse que a Tribuna do Interior sempre pautou sua marca por ser um jornal regional.

“Esse regionalismo bem trabalho nos trouxe até aqui. Um desafio que temos hoje é de aprendermos como empresa a atuar nesse novo mercado, modernizando nossas plataformas e mantendo um jornalismo de qualidade e custos enxutos. A relevância da Tribuna está mantida, pois já somos hoje um veículo multiplataforma. Hoje chegamos a locais onde tínhamos a limitação física da circulação do jornal em papel. Hoje aqueles veículos que não forem relevantes em sua comunidade fatalmente sucumbirão. Fazendo essa lição de casa, tenho certeza que seremos lembrados nas próximas décadas como um ‘case’ que deu certo em uma cidade de porte médio do interior”, disse Nery José Thomé.

Ele também agradeceu os leitores e anunciantes do jornal imprenso, do Portal e da mídia sociais. “Eles são o objeto final de todo o esforço diuturno em produzir e levar notícias em tempo real, sempre pautadas pela veracidade das informações e na ética profissional”, destacou.

Já o diretor do Jornal Tribuna de Cianorte e Presidente da Associação dos Jornais Diários do Interior do Brasil (ADI), Jedaias Pereira Belga, afirmou que até causava emoção a Câmara Federal realizar uma sessão em homenagem a um jornal do interior. “Fazer jornal no interior não é coisa fácil. É uma luta diária. É defender os humildes, os mais necessitados. Eles têm vez e têm voz através das páginas desses jornais. A Tribuna do Interior sempre fez esse papel. Estamos resistindo pois somos uma válvula da população para defender as demandas locais e regionais”, disse o dirigente que representa 140 jornais de cidades do interior.

Também compuseram a mesa da sessão solene Dorlly Benthien Tomé, diretora do Jornal Tribuna do Interior; Alberto Moreira Rosa Neto, da Associação dos Jornais Diários do Interior do Brasil, Ricardo Takiguti, diretor da Associação dos Jornais Diários do Interior do Paraná, e Adriano Kalil, diretor da agência de publicidade Central de Comunicação.

Deixe uma resposta