PARTIDO POPULAR SOCIALISTA

PORTAL NACIONAL

Roberto Freire: Incentivos concedidos pelo governo ao setor automotivo são “descabidos”

Reprodução

Programa que cria o Rota 2030 prevê incentivos de até R$ 2,1 bilhões para montadoras

O presidente do PPS, Roberto Freire, criticou nesta sexta-feira (09) os incentivos tributários que são concedidos pelo governo federal para as montadoras de veículos no País. Por meio de sua conta no Twitter (veja aqui ou abaixo), ele considerou descabido o novo regime tributário para o setor – aprovado pela Câmara dos Deputados e Senado nesta semana – chancelado hoje por meio de decreto pelo presidente Michel Temer.

“Essas contrapartidas dadas aos – desde há muito – descabidos incentivos as montadoras de investirem em pesquisas e novas tecnologias, são hilárias”, afirmou.

O programa que cria o chamado Rota 2030 prevê incentivos de até R$ 2,1 bilhões e estipula regras que as montadoras deverão seguir para melhorar o consumo de combustível – eficiência energética – e a segurança, dentre outros temas.

Ao questionar a eficiência dos incentivos, Freire argumentou que “nossas filiais continuam produzindo ultrapassados veículos”. Segundo o presidente do PPS, “em relação as matrizes [das montadoras], parece que ainda estamos produzindo ‘carroças’”.

Roberto Freire @freire_roberto

Essas contrapartidas dadas aos – desde há muito – descabidos incentivos as montadoras de investirem em pesquisas e novas tecnologias, são hilárias. Nossas filiais continuam produzindo ultrapassados veículos. Em relação as matrizes parece que ainda estamos produzindo “carroças”

 

Deixe uma resposta