CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Marcelo Calero faz ato de mobilização no RJ e critica descaso com patrimônio histórico

Reprodução

Ex-ministro da Cultura, Calero é candidato a deputado federal pelo PPS do Rio de Janeiro

Quase mil apoiadores e militantes de todo o estado do Rio de Janeiro lotaram o Teatro Oi Casagrande na última terça-feira (04) para o ato de mobilização da candidatura de Marcelo Calero a deputado federal pelo PPS. Com o 2323, número de candidato estampado no telão ao fundo, o ex-ministro da Cultura que denunciou Geddel Vieira Lima comandou a plateia ao pedir o engajamento do público nas eleições de 2018.

“Os cidadãos comuns, que vão ao supermercado fazer compras, que sabem o quanto dói no bolso o aumento do preço da luz, precisam votar. Se não formos às urnas nas eleições 2018, os que estão roubando hoje vão se reeleger e continuar praticando seus delitos”, alertou o candidato.

Entre os presentes estavam representantes sociedade civil, dirigentes de instituições culturais, prefeitos do PPS e o candidato a vice-governador Comte Bittencourt (PPS). Integrante dos movimentos cívicos Agora, Livres e RenovaBR, que lutam pela renovação e novas práticas na política, Calero tem como pilares da campanha o combate à corrupção, a cultura como eixo de desenvolvimento, a eficiência do Estado e a defesa do Estado Rio de Janeiro.

Em entrevista depois do evento, o candidato a deputado federal criticou o descaso com a memória e com o patrimônio histórico, segmento onde atua desde quando coordenou as comemorações dos 450 anos do Rio de Janeiro.

“Enquanto a cultura for tratada como mero acessório, infelizmente outras tragédias como a do Museu Nacional vão se repetir. No episódio que resultou no meu pedido de demissão do Ministério da Cultura, em 2016, quando eu disse não para o Geddel, havia claramente uma situação de colocar o interesse particular na frente do bem comum, na frente do patrimônio histórico, mas eu não permiti”, lembrou o candidato. (Assessoria do candidato)

Deixe uma resposta