PARTIDO POPULAR SOCIALISTA

PORTAL NACIONAL

Soninha Fracine: “A professora disse o que? Disse onde??”

Reprodução

O vídeo mostra uma menina pequenininha encostada à parede, respondendo a perguntas indignadas do pai dela. “A professora disse o que? Disse onde??”.

A professora, pelo que diz a menina, disse que menino pode usar vestido, brinco e passar esmalte na unha.

O pai achou isso um absurdo, colocou o vídeo com a menina na internet. Está indignado, acha que a escola deveria ser um local seguro para a educação de sua filha, mas na verdade ela estaria sendo exposta a informações nocivas, fruto da sem-vergonhice desse pessoal da “ideologia de gênero”.

Bem, vamos falar de “gênero”, para começar. Masculino, feminino, neutro… É uma “construção social”, como dizem as (boas) cartilhas sobre o assunto. Calma, acompanhem!

O que é “coisa de menina” ou “de menino” MUDA conforme o tempo, o lugar, o contexto – concordam? Homens árabes usam “saia”; mulheres ocidentais não podiam usar calça comprida até pouco tempo atrás. Nenhum “homem sério” usaria brinco e cabelos compridos. Já foi coisa de hippie, hoje pode ser o figurino de um empresário bem-sucedido. Mulher, em compensação, não podia usar cabelo curto, “a la garçonne”.

Futebol não era pra menina, cuidar de bebê não era tarefa pra “macho”. Mulher não pode dirigir automóvel, homem não pode chorar. Mullher não pode transar, homem deve.

É importante discutir isso na escola? Eu acho que SIM. Afinal, o que meninas e meninos podem/não podem e devem/não devem fazer? Qual é o papel de cada um em casa, na escola, na sociedade? Deve-se aceitar qualquer regra ou é possível discutir as regras?

Essas são algumas das tais questões de gênero – que (pasmem!) muitas vezes não têm nada a ver com sexualidade! Não sei em que contexto a professora falou que menino pode usar saia… Ela pode ter dito que a gente não tem nada a ver com a roupa que os outros usam; que não é a roupa que faz a pessoa ser assim ou assado. Que tem lugar onde “o certo” é menino usar saia. Que a gente pode achar feio e até errado um menino usando saia, mas quem somos nós pra dizer que “não pode”?

Pra mim, é muito mais preocupante o pai, sinceramente preocupado com a educação da filha, postar a menina na internet, em vídeo que diz para o mundo todo, bravo, que a professora dela está errada… Sem ouvir de verdade, sem conversar com ela…

Uma coisa ela vai aprender: se quiser discutir problemas da escola, falar sobre roupa, sobre o que meninos e meninas podem e não podem, tocar em temas complicados, melhor evitar o pai!

Soninha Francine e vereadora do PPS de São Paulo

Deixe uma resposta