CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Marcos Abrão alerta para aumento de desemprego com fim de contrato de terceirizadas do BB

Robson Gonçalves

Deputado do PPS-GO alertou que a medida poderá aumentar o desemprego no País

O deputado federal Marcos Abrão (PPS-SC) manifestou, nesta terça-feira (04), preocupação com as possíveis demissões que poderão acontecer com fim da contratação pelo BB (Banco do Brasil) de empresas terceirizadas que fazem cobrança extrajudicial. O banco pretende concentrar a cobrança na BB Tecnologia e Serviços (BBTS).

A decisão do BB poderá levar ao fechamento de 90 das 117 empresas terceirizadas de cobrança que atualmente trabalham para o banco e recebem taxa de sucesso conforme a recuperação das dívidas.

“Gostaria de saber quantos postos de trabalho deixarão de existir com o fechamento dessas empresas? Qual é o impacto que isso terá no já enorme desemprego no país?”, indagou Abrão ao cobrar mais transparência de Simão Luiz Kovalski, diretor de Reestruturação de Ativos Operacionais do Banco do Brasil.

Segundo os representantes das empresas e dos trabalhadores, essas firmas somam 5 mil empregos diretos e mais 25 mil indiretos.

Os questionamentos de Abrão foram feitos em audiência pública na Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços da Câmara dos Deputados. A oitiva debateu o assunto.

“Com certeza, essa decisão irá aprofundar ainda mais o crescente desemprego do País. Estamos com a economia combalida, com 13 milhões de desempregados. O Banco do Brasil tem que ficar atento a isso”, alertou Marcos Abrão.

Como não  obteve resposta convincente da parte do representante do Banco do Brasil, Marcos Abrão defendeu o aprofundamento da discussão na comissão.

 

Deixe uma resposta