CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Arnaldo Jordy pede rigor na investigação de mineradora que contaminou rios no Pará

Robson Gonçalves

"Finalmente, aquilo que todos nós já sabíamos foi admitido pela Hydro Alunorte"

O deputado federal Arnaldo Jordy (PPS-PA) usou a tribuna da Câmara para pedir, nesta terça-feira (14), que as autoridades “tratem com rigor” a investigação que apura o derramamento de material tóxico pela mineradora Hydro Alunorte em rios do Pará.

A manifestação do parlamentar ocorre após o diretor industrial da Alunorte, Robson Holanda, admitir publicamente que a empresa utilizou um canal velho para escoar a produção, sem autorização para uso.

Laudo do Instituto Evandro Chagas aponta que a mineradora foi a responsável pelo vazamento de rejeitos, em fevereiro de 2018, de bauxita para rios da região de Barcarena, no Pará.

“Finalmente, aquilo que todos nós já sabíamos foi admitido pela empresa Hydro Alunorte. No Estado do Pará, no município de Barcarena, essa empresa produziu derramamento de lama vermelha, contaminando e comprometendo a vida de mais de 20 mil pessoas no entorno daquele município”, reforçou Jordy, ao pedir providências das instituições que cuidam do caso.

O deputado do PPS citou órgãos como o Ministério Público e a Secretaria de Meio Ambiente que podem impor restrições à empresa que tem histórico de contaminar o meio ambiente com rejeitos.

Em 2009, segundo o Ibama, o vazamento colocou a população local em risco e gerou mortandade de peixes e destruição significativa da biodiversidade.

Deixe uma resposta