PARTIDO POPULAR SOCIALISTA

PORTAL NACIONAL

PPS-BH fecha questão a favor da cassação do ex-presidente da Câmara Municipal

Reprodução/Estado de Minas

Magalhães, do PSDC, é suspeito de fraudar licitações de publicidade na Câmara de BH

A Comissão Executiva do PPS de Belo Horizonte aprovou, nesta quarta-feira (08), por unanimidade, o fechamento de questão a favor da aprovação do relatório da Comissão Processante da Câmara Municipal que pede a cassação do mandato do vereador Wellington Magalhães (PSDC), ex-presidente do Legislativo local, por quebra de decoro parlamentar.

Uma denúncia com esta acusação foi recebida pelo Legislativo após a Operação Sordidum Publicae, em que Magalhães é suspeito de liderar uma suposta organização criminosa que teria fraudado licitações de publicidade na Câmara. O plenário da Casa deve votar o relatório nesta quinta-feira (09).

Segundo a Câmara, um dos argumentos para a aprovação do relatório é que o fato de Magalhães ter ficado foragido manchou a imagem dele como parlamentar, gerando repercussão negativa para o Poder Legislativo. A comissão não analisou os supostos crimes apontados na investigação por não ser atribuição dela.

O mandato do vereador pode ser cassado com o mínimo de 28 votos entre os 41 vereadores. O plenário terá sessões às 9h e às 18h30 desta quinta-feira. O relatório ainda pode ser votado nesta sexta-feira, em reunião nos mesmos horários.

Em maio, o PPS-BH aprovou resolução (veja aqui) pelo encaminhamento do pedido de cassação do mandato de Magalhães à Mesa Diretora da Câmara da capital mineira. (Com informações do G1/MG)

Deixe uma resposta