CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Em audiência na Câmara, Jordy defende nova estratégia para desenvolvimento da Amazônia

Robson Gonçalves

"Belo Monte é um exemplo de tragédia. É um caos", afirma o deputado paraense

Durante audiência pública com a participação do secretário Especial de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Hussein Kalout, o deputado federal Arnaldo Jordy (PPS-PA) defendeu que ao país repense uma nova estratégia para o desenvolvimento da região amazônica.

O encontro foi realizado nesta quarta-feira (9) pela Comissão da Amazônia da Câmara dos Deputados. De acordo com Jordy, sucessivos governos não formularam políticas públicas adequadas e eficientes para diminuir as desigualdades sociais na região.

O deputado do PPS citou como exemplo a produção de energia em seu estado, o Pará.
“Oitenta e dois por cento da energia produzida no Pará vão para fora. No entanto, 2 milhões de paraenses ainda não têm energia em suas casas. Não dá para aceitar isto. É  preciso mudar o modelo federativo e buscar novas metas e estratégias”, disse Arnaldo Jordy diante do representante do governo federal.

O parlamentar paraense criticou ainda a falta de cumprimento das condicionantes pelo consórcio responsável pela construção da usina de Belo Monte. Segundo ele, o empreendimento, que era considerado a principal obra do PAC – Programa de Aceleração do Crescimento – trouxe severos prejuízos para as populações de diversos municípios paraenses.

“Todos os indicadores sociais explodiram na região. Belo Monte é um exemplo de tragédia. É um caos”, criticou Jordy.

Arnaldo Jordy observou ainda que a falta de investimento em pesquisa e educação, bem como em infraestrutura para rodovias é outro grande exemplo de abandono da Amazônia pelos governos.

Deixe uma resposta