PARTIDO POPULAR SOCIALISTA

PORTAL NACIONAL

Carmen defende aprofundamento do debate sobre educação a distância para Enfermagem

Robson Gonçalves

Zanotto: A formação de profissionais de Enfermagem por meio de ensino a distância é um risco à saúde das pessoas

A deputada federal Carmen Zanotto (PPS-SC) voltou a defender o aprofundamento do debate em torno da educação a distância para Enfermagem e suas implicações para a saúde coletiva. A declaração da parlamentar acontece no momento em que está sendo discutido na Comissão de Educação projeto (PL 5.414/2016) que regulamenta o ensino técnico e graduação da área de medicina.

O parecer sobre a inciativa, que é de autoria do deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-RO), era para ser apreciado na Comissão da Educação, mas um pedido de vista adiou a votação por mais uma semana.

Zanotto, que é enfermeira de formação, disse que a função de Enfermagem, além das habilidades teórico-práticas, exige que o profissional tenha contato direto com o ser humano. “Avaliamos que a formação de profissionais por meio de ensino a distância (AED) é um risco à saúde e à vida das pessoas. É preciso responsabilidade para enfrentar este debate”, argumentou.

A deputada manifestou também preocupação com a forma como a proposta está tramitando na Casa, sem passar pela avaliação de mérito da Comissão de Seguridade Social e Família.

Nesse sentido, Carmen Zanotto e demais integrantes do colegiado solicitaram que a presidência da comissão peça de ofício que matéria seja submetida ao referendo colegiado.

“A análise do mérito dessa proposta tem passar necessariamente por esta comissão. Aqui é o espaço natural para aprofundar o debate sobre este projeto polêmico”, insistiu.

A modalidade é admitida pelo Ministério da Educação, na formação continuada e em algumas disciplinas do curso presencial, podendo chegar a 20% da carga horária.Desde 2011, os conselhos de Medicina e de Enfermagem firmaram posição contrária à educação a distância para formação de profissionais de saúde.

Deixe uma resposta