CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Ex-presidente do BB e Petrobras no governo do PT é denunciado na Lava Jato

Reprodução

"O intento de Bendine era facilitar a vida da Odebrecht na Petrobras", afirma procurador

Ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras no governo do PT, Aldemir Bendine foi denunciado ontem pelo MPF (Ministério Público Federal) nesta terça-feira (22) por corrupção passiva, lavagem de dinheiro, organização criminosa e embaraço à investigação. Ele é acusado de receber R$ 3 milhões de propina da Odebrecht em troca de proteção à empreiteira após assumir a presidência da petrolífera.

Bendine é o primeiro ex-presidente da Petrobras a ser denunciado na Lava Jato. Ele assumiu a estatal em meio à investigação, em fevereiro de 2015.

“Isso mostra a audácia da prática da criminalidade na Petrobras, justamente por aquele que iria barrar a corrupção na companhia”, comentou o procurador da República Athayde Ribeiro Costa.

O pedido de propina, que teria ocorrido pouco depois da posse de Bendine, foi relatado na delação do ex-presidente da empreiteira Marcelo Odebrecht e do diretor da Odebrecht Ambiental, Fernando Reis. Segundo eles, o executivo se colocou como interlocutor da presidência na estatal e disse que iria resolver os problemas financeiros de empresas envolvidas na Lava Jato.

“O intento de Bendine era facilitar a vida da Odebrecht na Petrobras”, afirmou o procurador.

O MPF pediu 25 anos de prisão para Bendine. Além dele, outras seis pessoas foram denunciadas, incluindo o marqueteiro André Gustavo Vieira da Silva, também preso na 42ª fase da Lava-Jato, e Marcelo Odebrecht. O juiz Sergio Moro ainda vai analisar o pedido. Se aceitar a denúncia, Bendine vai virar réu de uma ação penal. (Com informações das agências de notícias)

Deixe uma resposta