PARTIDO POPULAR SOCIALISTA

PORTAL NACIONAL

Vitória (ES) será sede da Associação Internacional das Cidades Educadoras no País

Douglas Schneider/PMV

Associação tem proposta de que as cidades se comprometam com a educação cidadã ativa

Vitória será a sede nacional da Aice (Associação Internacional das Cidades Educadoras), que trabalha para que a educação seja o eixo transversal de todas as políticas locais, tomando consciência e reforçando o potencial educador das atuações e programas de saúde, meio ambiente, urbanismo, mobilidade, cultura e desporto. No período de três anos, a capital irá organizar reuniões, conduzir trabalhos e expandir o número de cidades participantes.

A escolha da capital capixaba, governada pelo PPS, ocorreu durante encontro da Aice em Santo André (SP), que era a cidade-sede da entidade. São cerca de 480 cidades no mundo ligadas à entidade. No Brasil, são apenas 14 cidades e, no Espírito Santo, apenas Vitória é uma cidade educadora, desde 2013.

O secretário municipal de Gestão, Planejamento e Comunicação, Fabrício Gandini, reforça a importância de ser uma cidade educadora. “Educar é o caminho para que alcancemos as transformações sociais que queremos para Vitória. Devemos articular a educação num processo cultural para irmos ao encontro de mudanças profundas no nosso cotidiano”, afirma.

Realizações

Representando a administração municipal, Alberto Salume, que é coordenador de Informações Integradas da Secretaria de Gestão, Planejamento e Comunicação (Seges), apresentou algumas ações e trabalhos da Prefeitura de Vitória, como Escola da Vida, Rádio-Escola, Papo da Cidade, Zona de Velocidade Segura, projeto Cidadania Fundamental e unidades da rede municipal de educação em tempo integral.

“A educação não se resume à sala de aula. Trabalhamos para democratizar o acesso a todos os bens da cidade, para que cada um dos seus espaços seja fonte de educação e para que todas as pessoas possam viver, desfrutar e emancipar-se, aproveitando ao máximo as oportunidades que a cidade oferece. Ao apresentar a Escola da Vida, por exemplo, foi quase uma unanimidade”, disse.

Segundo ele, os trabalhos da Associação Internacional das Cidades Educadoras têm a proposta de que as cidades se comprometam com a educação cidadã ativa, comprometida e responsável. (Com informações da Assessoria Prefeitura de Vitória)

Deixe uma resposta