PARTIDO POPULAR SOCIALISTA

PORTAL NACIONAL

“Lula e PT institucionalizaram a corrupção” no Brasil, afirma dono da JBS

Reprodução

"Proliferação de organizações criminosas" ocorreu com chegada do PT ao poder

Em entrevista à revista Época (veja aqui), o empresário Joesley Batista – um dos donos do Grupo J&F que inclui a JBS – disse que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o PT “institucionalizaram a corrupção” no País.

A “proliferação de organizações criminosas” no País, segundo Joesley, ocorreu há 10, 15 anos, com a chegada do PT ao poder. “Foi no governo do PT para a frente. O Lula e o PT institucionalizaram a corrupção. Houve essa criação de núcleos, com divisão de tarefas entre os integrantes, em Estados, ministérios, fundos de pensão, bancos, BNDES. O resultado é que hoje o Estado brasileiro está dominado por organizações criminosas. O modelo do PT foi reproduzido por outros partidos”, afirmou o empresário, que indicou o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega como o seu contato no PT.

O empresário também falou dos repasses ilícitos de um esquema de corrupção no BNDES e disse que o “crédito” que “o PT gastou para comprar a eleição de 2014” chegou a R$ 300 milhões.

Joesley disse ainda que quando eram liberadas parcelas de financiamentos captados no banco de fomento, ele “creditava o valor da propina na conta do Guido na Suíça”.

Na entrevista, o dono da JBS acusou o presidente Michel Temer de ser o chefe de uma organização criminosa envolvendo peemedebistas na Câmara dos Deputados, e disse que decidiu delatar porque não poderia esperar ser preso ou ver sua empresa quebrar. (Com informações da revista Época)

Deixe uma resposta