CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Coordenador da JPS Brasil repudia vandalismo patrocinado pelo PT e aliados em Brasília

Marcelo Camargo/Agência Brasil

Confronto com a polícia deixou feridos e prédios públicos depredados

O coordenador político da JPS Brasil (Juventude Popular Socialista), Manoel Almeida, divulgou nota pública (veja abaixo) em repúdio ao vandalismo patrocinado nesta quarta-feira (24), em Brasília, “por setores ligados ao PT e seus braços de aparelhamento e partidarização dos movimentos sociais” como o MST, CUT e UNE.

O documento reafirma o apoio as manifestações dos cidadãos brasileiros, mas condena a ação violenta que depredou prédios públicos. “Não se trata de uma legítima manifestação popular e espontânea, e sim de manipulação e estratégia muito bem traçada nos gabinetes de políticos oposicionistas ligados à esquerda atrasada e corrupta, que não convive com a democracia e que se recusa a ser responsável com a nova realidade nacional, na qual ela própria, a esquerda petista liderada por Lula e Dilma, envolveu o país.”

Vandalismo não!

Com o devido respeito aos cidadãos brasileiros que de modo ordeiro usam do direito democrático de se manifestar, nós da JPS Brasil repudiamos veementemente o vandalismo ocorrido em Brasília, patrocinado por setores ligados ao PT e seus braços de aparelhamento e partidarização dos movimentos sociais (MST, CUT, UNE).

Ainda que fosse obra de cidadãos comuns, já não seria natural e nem saudável que o patrimônio público fosse depredado da violenta forma como vimos hoje ocorrer na Capital Federal. Mas o mais grave é saber que não se trata de uma legítima manifestação popular e espontânea, e sim de manipulação e estratégia muito bem traçada nos gabinetes de políticos oposicionistas ligados à esquerda atrasada e corrupta, que não convive com a democracia e que se recusa a ser responsável com a nova realidade nacional, na qual ela própria, a esquerda petista liderada por Lula e Dilma, envolveu o país.

Num campo da esquerda democrática, nós do PPS – Partido Popular Socialista reafirmamos o apoio a todo e qualquer brasileiro para que se manifeste publicamente, participe do debate de modo consciente e contribua opinando e construindo as reformas que o país precisa para que possamos da melhor forma possível, superar a crise.

O que jamais reivindicaremos como legítimo é o triste ato desta Quarta 24/05, em que como símbolo mais emblemático do que representa a ação dos vândalos em Brasília, fica registrada a completa destruição de uma Biblioteca pronta pra ser entregue ao público, com publicações realizadas em parceria com o Minc, uma riqueza do pensamento e da cultura nacional. Eles queimaram tudo, relembrando tempos sombrios em que o pensamento democrático e progressista virava pó na fogueira dos nazistas que queimavam livros e a própria vida.

Manoel Almeida
Coordenador Político da JPS BRASIL”

Deixe uma resposta