CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

R$ 4,5 bilhões das obras do PAC lançado por Lula em 2007 foram parar no cofre da Odebrecht

Reprodução

Construção da Refinaria Premium I da Petrobras, em Bacabeira (MA), foi cancelada

Dos R$ 27,8 bilhões repassados pelo governo para as obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) desde o lançamento do programa, em 2007, pelo ex-presidente Lula, R$ 4,5 bilhões foram parar nos cofres da Odebrecht. É o revela um levantamento realizado pelo ONG Contas Abertas para a CBIC (Câmara Brasileira da Indústria de Construção) e divulgado nesta terça-feira (25) pelo jornal “Correio Braziliense”.

O PAC, sob investigação da operação Lava Jato, foi um dos trunfos do segundo mandanto de Lula, mas esbarrou na corrupção. Dos 10 maiores empreendimentos do programa (veja lista abaixo), nove estão na mira da Lava Jato. Apenas o “piloto de produção do campo Lula do pré-sal”, no Rio de Janeiro, não está sendo investigado.

“Parafraseando Milton Nascimento, a corrupção vai onde o dinheiro está. E, nos últimos anos, ele (o dinheiro) estava nas grandes obras do PAC, nos investimentos em infraestrutura”, disse Gil Castello Branco, presidente da OnG Contas Abertas.

O programa, lançado por Lula depois do escândalo do mensalão, tinha investimentos previstos de R$ 503,9 bilhões até 2010.

“Havia a intenção do governo de aquecer a economia, destravando os investimentos em infraestrutura. Mas, por outro lado, isso acabou estimulando o que estamos vendo. Onde existe obra, existe corrupção”, afirmou Castello Branco.

Para ele, não apenas o PAC está com uma nuvem sobre si, mas todas as grandes obras feitas pelas empreiteiras que estão sob investigação do juiz Sérgio Moro e do ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin. “Nenhum delas agia por caridade com a classe política ao pagar as propinas. O superfaturamento incluía o lucro que as empresas queriam e o dinheiro que deveria ser repassado aos agentes políticos”, disse o presidente da ONG ao Correio.

As grande obras do PAC

1º lugar – Refinaria Premium I (MA)

2º lugar – Refinaria Abreu e Lima (PE)

3º lugar – Comperj (Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro)

4º lugar – Usina Hidrelétrica Belo Monte (PA)

5º lugar – Usina Hidrelétrica Santo Antônio (RO)

6º lugar – Usina Termelétrica Nuclear Angra 3 (RJ)

7º lugar – Usina Hidrelétrica Jirau (RO)

8º lugar – Conversão da Refinaria Presidente Getúlio Vargas (PR)

9º lugar – Trecho sul da ferrovia Norte-Sul (Palmas-TO a Bárbara d’Oeste-SP)

10º lugar – Piloto de Produção do campo Lula do pré-sal (RJ)

Deixe uma resposta