PARTIDO POPULAR SOCIALISTA

PORTAL NACIONAL

Crise dos estados: Any Ortiz diz que é preciso “enxugar” máquina pública

Reprodução

Any: Estado precisa ser mais eficiente para atender o cidadão

A grave crise fiscal que atinge os estados brasileiros é avaliada por muitos especialistas como o resultado da ação de governos irresponsáveis e incompetentes na utilização dos recursos públicos. Segundo levantamento do Banco Central, apenas os juros de toda as dívidas estaduais, em 2016, custou cerca de R$ 77 bilhões ao bolso dos contribuintes brasileiros. Os estados do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Minas Gerais são os que se encontram em pior situação.

Para a deputada estadual gaúcha, Any Ortiz, do PPS, a solução para o problema passa necessariamente pela revisão dos gastos dos governos estaduais. “Precisamos enxugar a máquina pública não só no Rio Grande do Sul, mas também nos demais estados. Sustentar esse gigante é muito difícil. Sempre digo que se continuar assim vai faltar gente para pagar a conta”, disse.

Ela defende a criação de mecanismos de atração de investimentos para gerar emprego e renda. “Temos que buscar formas para atrair investimentos e indústrias. Além disso, desburocratizar o estado é fundamental para a economia deslanchar, criar  emprego e renda. O estado precisa ser mais leve e eficiente para atender as necessidades básicas do cidadão que paga seus impostos e exige educação, saúde e segurança de qualidade que faltam em todas as pontas”, criticou.

Crise

Ao ser questionada sobre os motivos da grave crise enfrentada pelo País, a parlamentar do PPS afirmou que além da questão política existe uma componente cultural que faz o brasileiro tentar “terceirizar as suas responsabilidades”.

“A questão cultural é muito forte. [A sociedade] não pode apenas culpar e terceirizar as suas responsabilidades e colocar no colo dos políticos os problemas que ocorrem no País. O que é público é de todos e por isso  mesmo precisamos aprender o que é viver em sociedade e construir uma cada vez melhor. E essa solução passa pela educação de qualidade para oferecermos oportunidades iguais a todos. Aí sim conseguiremos construir uma sociedade diferente”, afirmou.

Educação Financeira

Ciente que da importância da educação na transformação da sociedade, a parlamentar do PPS é autora de lei municipal em Porto Alegre (veja aqui) que torna obrigatória a disciplina de Educação Financeira nas escolas da capital gaúcha. Agora ela que levar para todas as escolas do Rio Grande do Sul por meio de um projeto de lei (veja aqui) apresentado na Assembleia Legislativa do estado.

“É um tema importante. O projeto que apresentei quando era vereadora de Porto Alegre é lei e agora, como deputada, quero levar para as escolas estaduais para fomentar o consumo consciente entre os jovens. O objetivo é fazer com que os novos consumidores que estão em formação, e vão sustentar a nossa economia no futuro, possam ter uma maior noção da utilização dos recursos financeiros”, afirmou Any Ortiz.

Deixe uma resposta