CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Marcos Abrão defende retomada urgente da duplicação da Belém-Brasília

Robson Gonçalves

“Precisamos encontrar solução definitiva para esse problema. É preciso poupar vidas”, diz Abrão

O deputado Marcos Abrão (PPS-GO) defendeu, nesta quarta-feira, em audência pública, a retomada urgente das obras de duplicação da BR-153, a chamada Belém-Brasília. As obras estão paralisadas porque a Concessionária de Rodovias Galvão BR-153 não consegue financiamento para dar continuidade às obras.

O problema é mais grave no trecho entre os estados de Goiás e do Tocantins (TO), onde acontece a maior número de acidentes fatais. “Precisamos encontrar uma solução definitiva para esta rodovia para que possamos poupar vidas”, afirmou.

Durante o debate, Marcos Abrão, que preside a Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia e autor da proposta, disse que um pacto entre o Ministério Público e o Tribunal de Contas da União poderia resolver o problema.

Ele entende que um novo processo de licitação geraria demora e incertezas na viabilidade, devido ao atual cenário econômico brasileiro.

Com a aprovação do plano e a continuidade do contrato, Marcos Abrão acredita que a Concessionária Galvão terá condições de iniciar a operação da rodovia e retomar os trabalhos de de duplicação. “O ideal seria que a concessionária tivesse condições de iniciar a operação para  retomar os trabalhos de duplicação da rodovia para garantir fluidez no trânsito, conforto e segurança aos usuários”, defendeu Marcos Abrão.

Uma das principais rodovias de integração do país, a BR-153 conta com 4.355 quilômetros de extensão e abrange os estados do Pará, Tocantins, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A Belém-Brasília é o corredor de escoamento da produção rural de várias cidades do interior do Norte e Centro-Oeste do País.

Participação

Participaram da audiência pública Antonio de Cássia Neto, superintendente Executivo de Infraestrutura, representando o governador do Estado de Goiás; Dino Antunes Dias Batista, secretário de Fomento para Ações de Transportes do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil;e Luis Fernando Castilho, superintendente de Exploração de Infraestrutura Rodoviária, representando o diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Deixe uma resposta