CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Carmen: Acordo amplia chances para aprovação da PEC da Saúde

Robson Gonçalves

Parecer de Carmen será votado na próxima quarta-feira

A Câmara dos Deputados adiou para a próxima quarta-feira a votação do substitutivo, apresentado pela deputada Carmen Zanotto (PPS-SC), à Proposta de Emenda à Constituição (PEC 01/2015), que prevê a ampliação dos recursos a serem aplicados pela União no SUS (Sistema Único de Saúde). O plenário apenas iniciou a discussão da matéria.

De autoria do deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP),  a PEC amplia gradualmente o montante mínimo de gastos federais com saúde. Os repasses passarão dos atuais 12,4% da Receita Corrente Líquida (RCL) para 19,4% em seis anos.

A proposta é baseada na proposta de iniciativa popular do Movimento “Saúde+Dez”, que contou com o apoio de mais de dois milhões de assinaturas.

Para Carmen, o adiamento da votação da chamada PEC da Saúde não enfraquece a mobilização pela aprovação da matéria. “O ideal que seria aprovar logo, mas a busca de consenso entre as bancadas, inclusive do governo, é importante porque aumenta as chances de vitória”, avaliou Zanotto, ao defender articulação suprapartidária em torno da PEC.

No pronunciamento, Zanotto dedicou intenso trabalho em busca do consenso aos milhões de brasileiros.

Segundo a parlamentar, o momento econômico por que passa o país é ruim, mas saúde não pode esperar, principalmente agora com o agravamento da situação do SUS provocado pelas doenças produzidas pelo Aedes aegypti.

“A situação do SUS já era grave, agora está à beira de um colapso com a dengue, o vírus da zika e as doenças degenerativas, como a microcefalia. O nosso apelo é para que todos votem a favor desta proposta que salva vidas”, conclamou Carmen Zanotto.

Deixe uma resposta