CIDADANIA23

PORTAL NACIONAL

Maria Helena defende intensificação de políticas para jovens

Se não houver uma preocupação muito forte do poder público com o futuro das crianças e dos adolescentes, os níveis de insegurança nas cidades tenderão a aumentar. Esta é a avaliação da deputada federal Maria Helena (PPS-RR), ao analisar índice de violência no País. “A consequência é sempre o problema social”, disse a parlamentar. Ela acredita que os crescentes índices de desemprego também contribuem para o aumento da violência.

Pesquisa realizada pela CNT/Sensus este mês revela que mais de 71% dos entrevistados disseram que a violência no País aumentou, principalmente entre os adolescentes e jovens.

Segundo Maria Helena, antes de se discutir a redução da maioridade penal e o desarmamento, deve-se ter um conjunto de ações governamentais que visem ao impedir que os jovens se voltem para a marginalidade e o crime.

Na avaliação de Maria Helena, a violência começa dentro da família. “ Na falta do emprego e a comida, o núcleo familiar se desestrutura e os pais, diante de uma crise financeira, são os primeiros a mandar as crianças para a rua”, afirmou a parlamentar, que faz parte da Frente Parlamentar da Criança e do Adolescente do Congresso Nacional.

Segundo a deputada, o contato com a violência começa a partir do momento em que os filhos menores, para arranjar alguma forma de sustento ou mesmo para aumentar a renda familiar, são obrigados a ir para ruas.

Para ela, as crianças, que até então não tinham contato com nenhum tipo de violência, são contaminadas rapidamente por aqueles já que estão envolvidos com o tráfico e com a marginalidade. “Daí para a prática do ilícito e do crime é um passo”, analisou Maria Helena.

Nenhum conteúdo relacionado

Deixe uma resposta